Abate de jegues: Tripoli solicita informações ao Ministério das Relações Exteriores

Foto: Internet

(Brasília, 13 de março de 2012) – Vice-Líder do PSDB na Câmara, o deputado federal Ricardo Tripoli (SP), solicitou nesta terça-feira ao Ministério das Relações Exteriores informações sobre o acordo firmado entre Brasil e China que trata da exportação de jumentos e jegues nordestinos para fins de abate para consumo.

JUSTIFICATIVA DESCABIDA

Em ofício enviado ao Ministro Antonio Patriota, o parlamentar paulista manifestou repúdio e descontentamento acerca do acordo firmado – há cerca de um mês – e que liberou o intercâmbio desses animais para serem utilizados na indústria chinesa de alimentos e cosméticos.

O deputado reiterou que há “desatendimento dos preceitos de bem-estar animal, difundidos e exigidos para o setor, no Brasil, na União Européia e nos principais mercados e países com os quais o governo brasileiro mantém relações comerciais”.

A China, que abate 1,5 milhão de burros ao ano, pretende importar 300 mil jumentos do Nordeste.

Na avaliação de Tripoli, a repulsa não se restringe às questões de ordem cultural ou econômica, mas esbarra em entraves técnicos e éticos, além de ser descabida a justificativa de superpopulação, o que demandaria ações eficazes de gerenciamento de saúde pública local.

Fonte: Assessoria do deputado.

28 Responses to “Abate de jegues: Tripoli solicita informações ao Ministério das Relações Exteriores”

  1. Nobre deputado, infelizmente mais uma noticia que deixou a todos que amam animais indignados.
    Como pode o Brasil conceber tal atitude.
    Tudo gira em torno do dinheiro, do lucro.
    Pobres animais, quantos já sofreram com trabalhos forçados e agora que podiam ter um pouco de paz, vem essa noticia desse exterminio.
    Nobre depuitado somente alguns politicos generosos como o senhor poderá tentar mudar essa situação.
    Contamos com sua ajuda.

  2. PAULO ROBERTO FOGLIANO disse:

    PREZADOS :
    ALÉM DE SER UMA ATITUDE DESCABIDA , OU SEJA MAIS UMA DOS REPRESENTANTES BRASILEIROS QUE DE ÉTICA NADA SABEM, AINDA ESBARRA NO ENVIO DE CARGA VIVA , QUE É MAIS UM PROBLEMA, MAS PARA OS CHINESES DE POUCO IMPORTA PARA QUEM MATA ATÉ A MÃE E COME NO MEIO DA RUA , QUALQUER ATITUDE É VÁLIDA.
    ESPERO QUE O SR TENHA ÊXITO EM MAIS ESTA GUERRA , POIS DE ÉTICA OS GOVERNANTES DO BRASIL NÃO SABEM NADA , VEJA UM CASO MUITO SÉRIO O DO CEZARI BATISTI, NEM SEQUER O SUPREMO TRIBUNAL CONSEGUIU TER UMA ATITUDE CORRETA , ASSIM FICA DIFÍCIL EM MEIO DE TANTOS IGNORANTES NO PODER.

    UM GRANDE ABRAÇO PAULO R. FOGLIANO

  3. Maria Rosani da Silva Cunha disse:

    Não moro em São Paulo, mas mesmo assim compartilho as noticias deste site no facebook. Acho de extrema importância este trabalho de defesa ao meio ambiente e aos animais.
    Li alguns comentários no face, de amigos que moram aí em São Paulo de que o Deputado tem boa vontade, mas que só tem PL, mesmo assim, acho interessante que alguém no meio político se una com a gente para juntos tentarmos, ao menos, fazer algo em defesa desses seres inocentes.
    Abraço
    Maria Rosani

  4. Vera Aragão disse:

    Por favor continue sua luta contra os abusos animais. Coitados não podem se defender. Você será a voz deles e a nossa. Obrigada.

  5. Teresa André disse:

    Apoio sua decisão. É um absurdo esse acordo, de um mau gosto e de uma violência descabida. Faço votos de que encontre apoio de seus colegas e de cidadãos para que não se maltrate ainda mais a população animal desse país, já tão sofrida e desrespeitada (mais até que a população de seres humanos). Obrigada por lutar por uma causa tão nobre.
    Sucesso na sua empreitada.
    Teresa Cristina de Mello André, uma brasileira, que já teve orgulho de seu país.

  6. Ana Cristina disse:

    ESpero que essa situação seja resolvida logo e nossos jegues não sejam mais uns dos animais a serem massacrados num país que não garante nenhum direito aos animais.

  7. Paulo disse:

    Faça o que tiver de ser feito para a proteção dos animais e terá meu apoio e de milhões de pessoas como eu, que defendem os direitos dos animais.

  8. Geuza Leitão disse:

    Agropecuaristas e políticos inescupulosos, sem que sejam criadores do jumento,querem ganhar dinheiro à custa desse pobre animal, recolhendo-os soltos nas estradas e alegam que bois, suinos e outros, são exportados. Porém há uma grande diferença: com estes têm o custo da manutneção, enquanto que em relação aos jumentos querem lucro total. Seres insesnsíves que querem fazer uma maldade dessas com um animal que tanto já serviu o homem e ao onvés de destinarem uma fazenda para abrigá-los como ocorrre no Ceará (dez mil jumentos existem numa fazenda no municipio de Santa Quitéroa, onde tem dois açudes, comida e veterinário que castrar com anestesia os machos para não aumentar ainda mais a proliferação). Ademais o Art. 225,§ 1º, VII da Constituição Federal determina ser dever do podeer público proteger a fauna e a flora, vedadas as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, a extinção de espécies e submetam animais à crueldade. E o Dec Fed./34 estabelece que todos os animais existentes no Paós são tutelados do Estado, este é tutor dos animais, não seu dono.

  9. Marisa Brognoli disse:

    Sr. Tripoli!

    Bom dia!

    Estou acompanhando sua intervenção em relação a esse absurdo.

    Estou torcendo e apoiando o senhor.

    Não desista.

    Marisa

  10. Patricia disse:

    Gente, mas que absurdo é este….é possível fazer um abaixo-assinado impendindo esta estupidez?

  11. VANESSA CAVALINI disse:

    REPULSA TOTAL AOS GOVERNANTES QUE APOIAM ESTE FATO DESUMANO, IMORAL E MERAMENTE FINANCEIRO…CLARO..PORQUE ALGUÉM ESTÁ LUCRANDO MUITO COM ISSO. APOIO A QUEM REALMENTE ESTÁ CONTRA AO ENVIO DOS NOSSOS ANIMAIS!!!

  12. ROSANE disse:

    DEPOIS DOS COITADINHOS TRABALHAREM TANTO, AGORA QUEREM MANDAR ELES EMBORA PARA SEREM ABATIDOS…PELO AMOR DE DEUS NÃO FAZEM ISSO

  13. Ricardo Avelar disse:

    Incrível nosso país… sempre existe um “demente” para conseguir transformar o que já é ruim em uma situação pior ainda.
    Nossos já tão sofridos e abandonados animais, agora correm o risco (se esse acordo for realmente cumprido) de parar nas mãos de um povo que trata os animais da forma mais cruel e desrespeitosa possível.
    Vamos fazer alguma coisa para evitar mais esse sofrimento a nossos animais?

  14. Denise Mingachos disse:

    Deputado Tripoli boa tarde!
    Quando eu vi a reportagem na TV fiquei indignada com a notícia, os chineses também consomem gatos e cachorros, o Brasil também vai exportar para consumo dos chineses alegando super população? Além de usar os pobres animais na indústria de cosméticos, fazendo o animal sofrer por meses a fio, eu sou contra essa atitude do governo brasileiro, não concordo nada com isso e muita gente com quem conversei também acha isso um absurdo, inclusive o gado é abatido com crueldade em muitos abatedouros, alguns foram filmados e não consegui ver até o fim, há necessidade de ser cruel com os animais? Que seres somos? Até para abater um animal para consumo acredito que se deve ter respeito e evitar ao máximo que haja sofrimento desnecessário, enfim espero que o Senhor consiga fazer algo para ajudar esses animais, se precisar de abaixo assinado eu assino e um montão de gente que conheço assina também, torço sinceramente que isso não vá adiante e que os pobres animais que tanto trabalharam para o povo do nordeste não tenham um fim tão triste e doloroso.
    Um Abraço,
    Denise

  15. claudia pires disse:

    Concordo que é decabida a importação dos burros.Caso fique confirmada a super população destes animais em qualquer parte do Brasil , deveriamos estabelecer uma maneira de gerenciar essa demanda e não promover a negociação destes animais.?????

  16. Tanita Campos Treadwell disse:

    Caro Deputado
    Conto com o seu discernimento para impedir tamanha barbárie! Se é verdade que os chineses estão importando esses animais para consumo, isso caracteriza uma carnificina que os donos dos jegues, nem por um segundo, poderiam concordar! Tendo-se em conta todos os anos de trabalho duro efetuado por eles, o mínimo que merecem é uma “aposentadoria” digna, até o fim dos seus dias.
    Agradeço a atenção e providência neste polêmico mister

  17. Arnaldo disse:

    parabéns deputado, chega de viver num pais onde o governo não liga pra opinião da sociedade.Sua atitude mostra que ainda existem políticos que valorizam a ética nesse pais.

  18. Afonso C, S. Bonachella disse:

    Sr. Tripoli, mas que descaso com a vida, não. Devemos nos esforçar para melhorar a vida de todos e não de alguns seres humanos, os animais também sentem, sofrem, etc e disso o senhor sabe muito bem e não vai ser através da institucionalização da impiedade que evoluiremos para mundo nenhum, até mesmo transformaremos a terra no tão temido inferno, lembre-se, a morete existe para todos nós e vermes não fazem distinção de corpo e também não tem compaixão nenhuma para com seu hospedeiro. Os vermes tratam os nossos corpos como objetos a ser utilizados conforme sua conveniencia, não importando se estamos vivos ou mortos. Agora mesmo, um exército incontável deles está comendo ímpiamente o meu corpo, assim como o seu porque assim é melhor e evolutivo para sua sociedade, nada diferente do que fazemos com os outros, o senhor não acha? Se quiser saber melhor, procure uma autoridade do assunto, no caso um cientista e ele lhe dirá se sim ou não. Sei que de pouco adiantará a nossa indignição para o senhor, mas ainda assim a gente tenta adoçar esse seu coração pétreo

  19. Solange Ceolho disse:

    Que situação absurda, o que podemos fazer para manifestarmos nossa repudia em relação a isto???

  20. Regina disse:

    Senhores,

    O Brasil precisa de Educação!
    Nosso povo melhorou um pouquinho a sua renda per capta, mas continua sem
    educação, em todos os sentidos.
    Dinheiro, há…basta ver a farra de verba nas diversas esferas: federal,
    estadual e municipal. Não precisamos vender carga viva para gerar receita.
    Precisamos educar o povo para que consiga melhores oportunidades e qualidade de vida! Basta redistribuir de forma justa toda a riqueza que é gerada neste país. Mas, as ELEIÇÕES vêm aí… É hora de dizer basta a uma
    massa corrupta que se empoderou há muito tempo das riquezas da nossa nação!
    Acorda, Brasil!!!!!

  21. PH disse:

    Parabéns e apoiado!

    Animais tem o direito à vida e ao bem estar! É um absurdo envia-los para consumo e cosméticos ainda. Querem transforma-los em animais de laboratório, isso é um absurdo!

  22. Rosana Rodrigues disse:

    Parabéns deputado por sua imposição à esse acordo ridículo… a China cada vez mais está consumindo todo e qualquer tipo de animal… e o pior é que esses bichinhos sofrem horrores antes de morrer. Com toda certeza tem o nosso apoio!!!

  23. Ana Maria Detthow Pinheiro disse:

    Não é possível que se promova o tombamento do jegue como símbolo das tradições do trabalho humano auxiliado pelo animal no agreste? A relação homem-jeque no sertãso nordestino sempre foi paradigmática. O ministério da Cultura continua com o PMDB? Assim, caso fosse tombado como símbolo das tadições do trabalho na caatinga, o animal tornar-se-ia intocável. As cidades do Nordeste poderiam até formar parques com as características dos locais onde o jegue atua e ganhar dinheiro com a exploração turítica dessa tradição. A população dos animais será controlada e sua vida preservada. Mas, embarcar esses indefesoso animais um navio numalonga viagemque terminará nummatadouro chinês é muita ingratidão e crueldade comquemfaz parte da cultura nordestina.

    Como pode um governo de um partido liderado por um homem oriundo do agrestre permitir tal aberração?

    O Padre Antonio Vieira, autor da Obra O Jumento, Nosso Irmão, esteja onde estiver deve estar amaldiçoando quem assinou tão nefando tratado com a China. Peço a São Francisco que lance sua maldição também.

  24. Ronaldo disse:

    Pois é, além dos bichinhos serem exportados para serem abatidos do outro lado do mundo, ainda são abandonados no meio do Sertão nordestino porque não servem mais como meio de transporte. Tomara que do lado de lá, não surja o emprego de ladrão de jegues, uma vez que se isso for levado adiante, haverá tanto roubo do pobre animal durante a madrugada. Quem tem jegue no quintal, deve ficar de sobreaviso, porque certamente até os domesticados correm perigo. É preciso que os bichinhos tenham sim seu lugar ao sol.
    Como na China, a população é enorme, para eles tanto faz como fez: o que importa é o abastecimento e o comércio. Tudo interesse, não é mesmo? E quem paga o pato, é o jegue, o burro. Afinal: nessa história quem realmente está sendo burro por não usar a inteligência? O burro ou os “seres humanos” que propuseram tal afronta?

  25. Francisco disse:

    Senhor deputado,
    há um abaixo assinado em andamento no site da petição pública (http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N21806)
    Além disso estamos nos mobilizando para impedir esse crime contra o animal e o patrimônio cultural do semiárido brasileiro. Não há essa suposta superpopulação…há necessidade de discutir saídas para a presença dos animais nas estradas, mas, de longe, passa pela deportação para a China.

  26. melissa disse:

    Cada vez mais esses chineses me dão mal-estar, e mais ainda em relação ao governo brasileiro, que se permitir que essa crueldade aconteça perceberei fortemente que a ética, compaixão pelos animais e meio ambiente foram substituidos unicamente pela ganância!!!!!

  27. Dulce Eloise Lopez disse:

    Bom dia a todos…

    Cada dia que passa tenho mais aversão a essa raça maldita de chineses… não é á toa que vivem passando por desastres ambientais, na verdade acredito que seja a força da natureza tentando dizimar esses seres humanos medíocres, que além de comer o melhor amigo do homem, ainda tem a coragem de matar seres tão inofensivos quanto muares e equinos.
    Os bichinhos nascem, passam fome lá no sertão, carregam cargas muitas vezes maiores que eles mesmos suportam, sofrem agressões, e ainda tem que viajar para outro país para serem abatidos… vai lá saber de que modo? Será que sequer existe morte humanitária nesse país? Bom, pq formado por humanos já não é… e sim por monstros…

  28. Luiz disse:

    Esses pobres animais trabalham pesado por anos, e tem uma vida de privações e sofrimentos.

    E no fim, já velhos, qual é o presente que ganham dos seres humanos que os exploraram? O envio a outro país para um doloroso abate. Realmente lamentável. Isso também acontece com os cavalos de corrida nos EUA e na Europa, que, após anos proporcionando um fútil lazer aos humanos, são enviados para abatedouros no México e na Ásia.

    Triste essa raça humana, que só pensa em lucro, a qualquer custo, e não tem um pingo de consideração com os animais.

    Mas a natureza sempre dá o troco. Enquanto os animais continuarem sendo massacrados pelo homem, não haverá paz neste mundo.

Deixe um comentário